Homenagem Aylmer Chieppe

Aylmer Chieppe, um dos fundadores do Grupo, é homenageado pela Acaps

23/09/2019

“Já não estou na ativa, como executivo, há uns bons anos… Então, quando recebi a notícia de que eu seria homenageado com o prêmio de Empresário do Ano pela Acaps pensei em algo que quero compartilhar. Esse prêmio diz muito, mas não sobre o Aylmer Chieppe. Ele diz muito sobre o Grupo Águia Branca e também sobre o trabalho que eu, meus irmãos, sobrinhos e cada um de nossos 17 mil colaboradores realizamos”.

Foi dessa forma que Aylmer Chieppe, um dos fundadores do Grupo Águia Branca e presidente do Conselho de Acionistas da empresa, iniciou seu breve pronunciamento na tarde de terça-feira, 16, durante a solenidade de abertura da 33ª Super Feira Acaps Panshow, no Pavilhão de Carapina.

Escolhido para ser o premiado nesta edição da tradicional feira do setor supermercadista, Aylmer recebeu das mãos do governador do Estado, Renato Casagrande, e do presidente da Acaps (Associação Capixaba de Supermercados), João Tarcício Falqueto, uma peça assinada pela designer capixaba Ana Paula Castro – uma escultura em madeira e aço inox com a sua assinatura.

E aquele momento de emoção e reconhecimento foi acompanhado de perto pela mulher, Maria Luzia Zacché Chieppe, do filho e vice-presidente do Grupo da Divisão Logística, Kaumer Chieppe, dos irmãos, Luiz Wagner Chieppe, vice-presidente de Relações Institucionais, e Nilton Chieppe, membro do Conselho de Acionistas, e das cunhadas, Márcia Assef Pretti Chieppe e Anna Maria  Poubel Chieppe.

Discurso de Aylmer Chieppe

Em seu discurso de abertura, momentos após a premiação, Casagrande exultou a trajetória e liderança do Grupo, definindo a empresa como um exemplo para o Estado, “uma marca capixaba que merece respeito”.

Visivelmente emocionado, citou a história do Grupo, o trabalho incansável dele e dos irmãos – Vallecio e Vander, os três fundadores –, a governança corporativa da empresa, já uma referência no Estado, e a continuidade, que está nas mãos da segunda geração de executivos.

“Construir a empresa foi um grande trabalho. Mas nosso mérito está sendo formar novas gerações para continuar conduzindo-a. Pois, como costumo repetir, Vallecio passou, eu passei, Nilton passou, Decio passou, Renan, nosso atual presidente, vai passar. Mas a empresa, não! Ela tem que ser perene! Nosso foco tem que ser este, continuar formando bem as novas gerações para que elas possam dar continuidade àquilo que iniciamos lá atrás”, destacou, completando a seguir.

“Nós, da geração passada, fomos as pessoas certas para o Grupo naquele momento inicial. E a geração que está chegando é a melhor para este momento. O mais importante disso tudo é investir em gestão, pois o sucesso de uma empresa familiar é fazer com que sua gestão seja profissionalizada. Até aqui, temos feito nosso dever de casa direitinho”.

voltar

empresas do grupo

passageiros

logística

comércio