UX Labs: novo laboratório do Grupo Águia Branca

Transformação digital: Grupo Águia Branca inaugura o UX Labs

25/01/2019

E o movimento de transformação digital continua no Grupo Águia Branca. Nesta quinta-feira, 24 de janeiro, a empresa inaugurou oficialmente o UX Labs, seu segundo laboratório de inovação. Assim como o Vix Labs, o espaço funciona na sede corporativa, em Vitória, e o evento de inauguração contou com uma presença especial, a do CEO da Kyvo Design, Hilton Menezes, que apresentou uma palestra temática aos acionistas, executivos e gestores do Grupo que marcaram presença.

UX, do inglês user experience e que significa experiência do usuário, é o conjunto de elementos e fatores relativos à interação do usuário com um determinado produto, sistema ou serviço cujo resultado gera uma percepção – positiva ou negativa. E é justamente esse o objetivo do novo laboratório.

“Esse espaço está à disposição do time para ajudar a organizar ideias e planejamentos, fazer revisão de processos de forma compartilhada e cocriativa. Os gestores podem contar com o laboratório e com o apoio da equipe, mas nosso principal desafio é que fazer com o que o UX se transforme em rotina dentro da empresa”, destacou o Gerente de Inteligência de Negócios Digitais, Jadson Picoretti Lovati.

“Esta é a casa da inovação”. Foi dessa forma que o Vice-Presidente de Inovação e Finanças do Grupo, Decio Luiz Chieppe, definiu o espaço recém-lançado. Ele ressaltou que a empresa está construindo situações, oferecendo conhecimento e simbologias específicas que propiciem a cultura da inovação, mas lembrou que para acontecer, de fato, o movimento precisa do envolvimento de cada um.

“Estamos motivando as pessoas a pensarem fora da caixa, criando um ambiente favorável e estimulante, tudo voltado para a obtenção de dados e informações. Mas não adianta ter dados se não soubermos o que fazer com eles. Nosso propósito é buscar novas funções para serem agregadas ao nosso negócio”, argumentou ele.
E o presidente, Renan Chieppe, emendou as palavras de Decio. “Esse laboratório é a prova do desprendimento da empresa em criar um espaço diferenciado voltado à cultura da inovação. Trata-se de uma iniciativa concreta, dentro do conceito de tratar tecnologia como uma camada que viabiliza novos negócios”.

As falas dos executivos abriram caminho para a palestra do cientista da computação paraense Hilton Menezes, um dos sócios da Kyvo, empresa de consultoria de inovação focada em design de serviços fundada em 2015, em Curitiba. Num bate-papo de um pouco mais de um hora, ele falou sobre a mudança de comportamento da classe média mundial, sobre sociedade hiperconectada e o design associado a negócios, economia e produtividade.

E o final, ainda sobrou um elogio ao movimento inovador da empresa, que está enquadrada no setor terciário da economia – de comércio e serviços, e que representa 70% da atividade nacional – mas com os olhos fixos no setor quaternário – o setor do conhecimento, do design/inovação.

“Dados viraram ouro, as empresas mais valiosas do mundo são aquelas que detêm a informação. É preciso dar esse salto para a era do conhecimento e vejo vocês fazendo isso, saindo do terceiro setor da economia e migrando para o quarto, que requer mudanças da forma de pensar, agir e atuar. Parabéns!”, elogiou.

voltar

empresas do grupo

passageiros

logística

comércio